O que assistir no Amazon Prime Video

10:57


Lá vou eu fazer propaganda gratuita neste blog, alguns meses atrás resolvi que não assinaria mais aqueles pacotes de canais e fiquei apenas com o Netflix. Até que no final de setembro a Amazon começou a divulgar a assinatura do streaming (Prime Video) junto com vários outros serviços por R$ 9,90 e eu resolvi experimentar.



Preciso dizer que acho o Netflix mais fluido no quesito usabilidade de design, o Prime Video me irrita um pouco porque ainda parece meio quadradão e o controle parece não funcionar tão bem (por favor, me falem que vocês tem esse mesmo problema).

Assisti vários seriados e alguns filmes durante os últimos meses e resolvi fazer uma lista com os que mais gostei:

The Purge

Apesar de ser bem violenta, já tinha visto os filmes dessa franquia e sempre gostei. Atualmente a Amazon produz a série com o mesmo nome e a mesma pegada. Nos Estados Unidos uma vez por ano a população é liberada para cometer crimes (a tradução dos filmes Uma noite de crime) e "expurgar", fazendo isso o governo crê (e vende a ideia) de que as pessoas não cometerão crimes durante o restante do ano.



Com esse tema bizarro, a primeira temporada conta a história de vários personagens com inicio, meio e fim.
A segunda temporada é super nova, no primeiro episódio ela conta a história de uma nova noite de crime e nos outros episódios desdobra as histórias pós noite de crime. Toda a sexta-feira o Prime Vídeo libera um episódio novo, por enquanto estão disponíveis três episódios.


Fleabag

Pra mim o seriado que valeu minha assinatura no Amazon prime <3 Quem acompanha o blog sabe que eu amo Killing Eve, acho super inteligente, com atrizes maravilhosas e um cenário incrível.
Acontece que a produtora e atriz principal do Fleabag é a criadora de Killing Eve, Phoebe Waller-Bridge.



Fleabag ganhou vários Emmys esse ano e tem todo o mérito pra isso, diferente do que eu pensava antes de assistir ele não lembra em nada Killing Eve. Mas pra mim, uma mistura de Bridget Jones com Girls (mas sem a chatice patricinha).
Fleabag é uma mulher de 30 e poucos anos, perdeu a mãe e a melhor amiga/sócia recentemente. Ela é dona de uma pequena cafeteria e como todo o estereótipo de solteira, transa enlouquecidamente com vários caras.
Tem uma relação péssima com a madrasta e estranha com a irmã, aliás, eu amei a construção do personagem da irmã. Falando em construção, um dos destaques é o uso do recurso da quebra da quarta parede, onde a protagonista fala com o público como se ele participasse da história. Esse é um dos pontos altos de toda a série que já tem duas temporadas disponíveis e já adianto que quase morri chorando na segunda temporada. Preparem-se.

Modern Love 

Esse sim precisa de uma caixinha de lenço ao lado do sofá. A série é composta por episódios autônomos, cada um conta uma história então é possível ver em qualquer ordem. O único episódio que deve ser visto na ordem é o último, porque o final dele é quase um fechamento de todos.
O elenco é super estrelado, tem Tina Fey, Anne Hathaway, Ed Sheeran e Andy Garcia.



O seriado é baseado em uma coluna do jornal The New York Times, as histórias são lindas e eu aconselho a não maratonar a série de uma vez só.

A simple favor 

Por enquanto é o único filme que eu gostei de verdade na plataforma, ele é baseado no best seller da escritora Darcey Bell. Com uma trilha sonora francesa daquelas que viram playlist no Spotify, o filme é estrelado pela Blake Lively e a Anna Kendrick.


A história parece bem bobinha no início, com uma mãe solteira carente por amigas e uma mãe que trabalha fora e parece sempre muito glamourosa. Mas o filme logo vira um suspense, então não posso escrever muito porque vou acabar contando demais.

You Might Also Like

0 comentários

Like us on Facebook

Subscribe