Especial séries 2020

19:58
Esse ano a maioria ficou mais em casa do que estávamos acostumados. Mesmo com o isolamento social e muitas horas de home office, esse ano foi super desgastante e pra completar, não tivemos escolha e o mais seguro é passar o ano novo e verão em casa enquanto a vacina não chega por aqui. Por isso, fiz uma listinha de seriados que vi durante o ano e super recomendo maratonar:

Nada Ortodoxa: É uma minissérie alemã que nara a história de Esty. Criada em uma comunidade judia ortodoxa em Nova York,  Esty se vê em um casamento arranjado e cheio de tradições machistas. De saco cheio das cobranças impostas pela comunidade e louca para se libertar daquela vida, Esty foge pra Berlim. 

Nada Ortodoxa Netflix


Essa minissérie é incrível, da história até a trilha sonora, e é baseada em uma história real que virou um romance da Deborah Fieldman. 

Ratched - O seriado foi criado pelo Ryan Murphy (criador do American Horror Story) e estrelado pela Sarah Paulson. Baseado no filme Um estranho no ninho, Sarah protagoniza o seriado no papel da enfermeira Mildred Ratched, que faz de tudo para trabalhar em um hospital psiquiátrico e quando consegue influencia todas as decisões do hospital.




A série também conta com a atuação incrível da Cynthia Nixon (a Miranda do Sex and the City), com uma estética impecável (fotografia, locações e cenários) e figurino enlouquecedor pra qualquer um que trabalhe ou goste de moda. Pra mim, o seriado foi ficando melhor do meio pro final então se o início não te deixar tõ empolgada (o) vai na fé que vai ficando mais legal ;)


Emily em Paris - Um dos seriados mais legais de 2020 ainda no assunto moda foi criado por Daren Star, criador o Sex in the City.  A série narra a história da Emily, vivida por Lily Collins, uma americana que tem a oportunidade de trabalhar em Paris da noite pro dia.



O detalhe é que além de ser suuper americana, Emily não fala francês. Com uma locação que dispensa comentários e algumas situações que fogem da linha "conto de fadas", a série é bem legal e ainda conta com o figurino da Patricia Field (figurinista que assina os looks do Sex in the City, O Diabo veste Prada, Os delírios de consumo de Becky Bloom e Younger). A segunda temporada já foi confirmada, mas ainda sem data.

Expresso do Amanhã - Essa dica é uma dica dupla, o seriado da Netflix é baseado no filme com o mesmo nome que está disponível no Prime Video. Eu vi toda a primeira temporada da série e assisti o filme no final de semana passado, pra mim a série é muito melhor.

Expresso do amanhã Netflix e Prime Video


Ambos contam a história do mundo em uma era glacial, onde apenas quem conseguiu embarcar em um trem conseguiu sobreviver. O filme é do mesmo diretor da aclamado Parasita, Bong Joon Ho. E tem no elenco a maravilhosa Octavia Spencer.
A data da segunda temporada acaba de ser divulgada pela Netflix, dia 26 de Janeiro  <3
 

O Gambito da Rainha - Não me aguentei quando vi e até fiz um post lá no instagram do Lab falando da série, que é perfeita e assim como Ratched os cenários e figurino são impecáveis.
Mas o que chama a atenção é o tema da série que narra a história de uma órfã, que na fase adulta é estrelada por Anya Taylor - Joy, no orfanato ela descobre que sabe xadrez jogando com o zelador do lugar. 




A história passa por todo o crescimento da Beth Harmon no xadrez e na vida, com momentos bem viscerais (gostei muito em como a série mostra os altos e baixos da protagonista) e emocionantes (inclusive nas partidas de xadrez onde não se entende nada, a não ser que você jogue xadrez haha).


Valéria - Achei esse seriado procurando séries pra ver em espanhol e viciei na história de cara. A série conta a história de cinco amigas bem diferentes, a Valéria é a amiga mais perdida do grupo. 



Tentando escrever um livro com data para entregar e precisando rever seu casamento, a história se desenrola enquanto as outras quatro amigas passam por várias situações diferentes. O pano de fundo da história é a cidade de Madri, não tem como não gostar!


Lockey & Key- Pra quem gosta de seriados e filmes meio mágicos, esse seriado é perfeito. Ele conta a história de uma família que depois da perda do pai, se muda pra casa que ele cresceu em uma cidade cheia de mistério.

Locke and key série fantasia netflix


Além de contar a história da família e da perda desse pai, o seriado desvenda o mistério do grupo de amigos desse pai e das diversas chaves distribuídas pela casa. E a melhor parte é que já tem previsão da segunda temporada para 2021.



Nada será como antes (porque nunca foi)

16:12
Sétimo Domingo sem poder sair de casa e caminhar na Orla do Guaíba, vizinhos escutando música baixinho enquanto eu lavava a décima louça do dia (exagero a parte). 
Vizinho começa a escutar Young Folks e me transporta pra um dos melhores dias de quando eu vivia em São Paulo (enquanto escrevo esse texto tenho dificuldade de me concentrar porque o vizinho inventa de colocar a música final do filme argentino Medianeiras e me transporta pra outro domingo importante). Fiquei lavando a louça, escutando a música do vizinho e lembrando de outras tantas noites incríveis das quais não faço ideia de quais músicas tocavam, mas lembro das conversas que tive. 
Lembro da segunda noite em Barcelona e da conversa que tive com um brasileiro que mora lá, ele me contava do que sentia saudades e do seu projeto de voltar a morar no interior de São Paulo. No dia escutei tudo com cuidado, eram 5 da manhã e estávamos sentados em frente ao Montjüic, e fiquei pensando se devia lembra-lo que tudo que ele me contara que viveu e que sentia saudade não voltaria nunca mais. Mesmo que ele se mudasse novamente para o mesmo lugar, nada seria como antes.



Ilustração: Reprodução Pinterest

Hoje lavando a louça e viajando sobre quantas vezes já tive essa conversa comigo, penso que o que eu mais queria que todos tivessem consciência quando falam que não voltaremos ao normal porque o normal era o problema, é justamente sobre a sensação de retorno das coisas. Nunca nada é como foi antes e tá tudo bem, ta ai a beleza dos momentos. 
Eu jamais voltarei a noite em que dancei Young Folks como não houvesse amanhã, nem nas madrugadas caminhando e conversando em Barcelona, nem aos momentos que já vivi com meus amigos e familiares. E tá tudo bem, essa é principal razão de curtirmos o presente. Ele não vai voltar nunca mais, pelo menos não do jeito que imaginamos, nos resta aproveitar os momentos e criar novas lembranças porque vai passar :) Tudo passa. 

Auto cuidado além do skincare

14:21
Reduzimos o auto cuidado aos cuidados com a pele, como se reservar algum tempo pra se cuidar tivesse ligação direta com os cuidados externos (e lógico, a industria da beleza se aproveitou muito desse mote nos últimos anos pra lançar até .. pasmem.. máscara de hidratação para o bumbum, oi?!).
Em tempos de isolamento social (meu deus, eu NUNCA achei que ia escrever isso na vida), estar com a pele super hidratada é o menor dos nossos problemas.
Em um cenário onde não sabemos quanto tempo ficaremos enclausurados em casa, o autocuidado passa a ter um sentido mais genuíno (quanta coisa vai passar a ser mais genuína depois de tudo isso, né?). E pensando nisso, resolvi tirar essa pauta dos meus rascunhos do site para virar uma listinha de coisas eficazes nesses tempos difíceis:

Medite


Reprodução: Pinterest

Nunca foi tão válido eu ter feito uma série de cursos que além de me organizarem internamente, também me fizeram entender a importância da meditação no dia a dia.
Eu faço meditação guiada antes de dormir (mas agora com a pandemia eu tenho feito no momento do dia que me sinto mais pra baixo ou ansiosa). É importante ir testando e vendo o que se encaixa melhor pra cada um, eu amo muito os vídeos do Yoga Mudra. A lista é extensa, mas pra mim as melhores são a meditação da gratidão e a meditação para aprender a entregar e confiar.
Nessa onda de muitas lives no instagram, uma amigona minha que trabalha com Thetahealing e tem feito meditações todos os dias às 18hs. O perfil da Palo é esse aqui, segue lá ;)

Se conheça


Yelena Bryksenkova


Algumas famílias estão juntas nessa quarentena, mas quem mora sozinho e ainda não aprendeu a gostar da solitude vai ter que aprender rapidamente a gostar de ficar sozinho.
Apreciar a própria companhia é a chave do auto cuidado, se você aprende a se ouvir, passa a se conhecer melhor (super a ver com o tópico anterior de meditação) e se entender.


Se organize



Reprodução: Pinterest

Algumas filosofias japonesas falam que quando você organiza as suas coisas ou limpa sua casa é como você se organizasse mentalmente. Então agora é a hora de focar na organização de tudo que não dava tempo de arrumar antes.
Pra quem está em home office, essa é a hora de organizar sempre uma lista diária de prioridades. Pra quem não tem como trabalhar, é a melhor hora pra organizar a vida e planejar como serão os meses pós isolamento social.

Beba água, coma frutas



Reprodução: Pinterest

Como tudo nessa vida é hábito, eu diria que se você ainda não tem a mania de andar com uma garrafa de água o dia todo esse é o momento pra aprender a fazer isso.
O mesmo serve para a alimentação, crie o hábito de comer pelo menos uma fruta ao dia e se alimentar direitinho (lembrando a ingestão de calorias é proporcional a energia que despendemos para fazer as coisas).

Reavalie tudo



Reprodução: Pinterest


Ai gente, to muito profunda! Mas falando sério, acho que nunca tivemos num momento tão propício pra reavaliar a vida até aqui e seguirmos apenas com o que ainda faz sentido. Eu falo de sentimentos, pessoas, hábitos, uma reavaliação profunda nunca foi tão necessária.


Se prepare pro futuro


Por enquanto as viagens são mentais :) Ilustração: Reprodução Pinterest

Na mesma certeza de que tudo passa (as coisas boas e as ruins), esse momento também vai passar e é importante e animador fazer planos sobre o que fazer quando a vida voltar a normalidade (cansada de gente falando que não dá pra voltar ao normal porque o normal era o problema. Também acho, mas não consigo pensar em outra palavra além de "normal" mesmo que esse normal tenha um novo sentido pra gente).
Planeje fazer novos cursos, novas viagens e novos você.

As capas desse mês da Vogue Itália e Portugal

16:48
Pela primeira vez na história da Vogue, a edição desse mês da Vogue Itália foi publicada sem foto de capa. No lugar de uma modelo, a capa é inteiramente branca.

Capa de Abril/2020 da Vogue Itália 


Em comunicado nessa terça-feira, dia 07 de Abril, o Editor Chefe Emanuele Farneti explica, em um texto emocionante, a decisão:

“Algumas pessoas dizem que a razão de existir da Vogue é entreter - oferecer algumas horas de diversão a quem folheia suas páginas. Eu não sei disso.

O que eu sei, como você lerá nesta edição, é que, em sua longa história, que remonta a mais de cem anos, esta revista passou por guerras, crises, atos de terrorismo. Sei que sua tradição mais nobre é nunca olhar para o outro lado (talvez o exemplo mais brilhante seja Audrey Withers, que foi editora-chefe da edição britânica durante os ataques aéreos nazistas). Porque, como observou a própria Withers, ser passivo é consentir com o status quo.

Há pouco menos de duas semanas, estávamos prestes a imprimir uma edição que estávamos planejando há algum tempo e que também envolveu a L'Uomo Vogue em um projeto duplo.

Mas falar de qualquer outra coisa - enquanto as pessoas estão morrendo, médicos e enfermeiros estão arriscando suas vidas e o mundo está mudando para sempre - não é o DNA da Vogue Italia. Assim, arquivamos nosso projeto e começamos do zero, com a intenção de fazer três coisas.

A primeira é começar a olhar além dessa turbulência e tentar imaginar um mapa do mundo que nos espera, publicando opiniões de especialistas e sem ceder à autopiedade (há e haverá muito trabalho a ser feito para perder tempo olhando nostalgicamente para trás).

O segundo é reunir nossa comunidade. Mais de 40 artistas, espalhados por todo o mundo e em confinamento total, se disponibilizaram em suas próprias casas para criar o que é efetivamente o primeiro instantâneo que uma revista de moda publicou sobre o novo mundo - todos distantes, ninguém sozinho.

A terceira é possivelmente a mais difícil: a decisão de imprimir uma capa completamente branca pela primeira vez em nossa história. Não porque houvesse falta de imagens - muito pelo contrário. Mas porque branco significa muitas coisas ao mesmo tempo.

O branco é antes de tudo respeito.
O branco é o renascimento, a luz após a escuridão, a soma de todas as cores.
O branco é a cor dos uniformes usados ​​por quem coloca suas próprias vidas em risco para salvar a nossa.
Representa espaço e tempo para pensar, bem como permanecer em silêncio.
O branco é para aqueles que estão preenchendo esse tempo e espaço vazios com idéias, pensamentos, histórias, versos, músicas e cuidados com os outros.
Branco relembra quando, após a crise de 1929, essa cor imaculada foi adotada para as roupas como expressão de pureza no presente e de esperança no futuro.
Branco representa as noites sem dormir daqueles que trabalharam nessa questão, nos dois lados do oceano e em condições complicadas. Sou grato a todos e cada um deles."

A Vogue Itália já é conhecida por seu posicionamento perante guerras e epidemias. A revista italiana já tem mais de 50 anos e passou por vários fatos históricos.
Franca Sozzani, editora da Vogue Itália de 1988 até seu falecimento em 2016 era conhecida por seus editoriais corajosos em períodos conturbados da história mundial.

Outra capa interessante desse mês foi publicada pela Vogue Portugal, mas não gerou tantos comentários como a Vogue Itália. A edição portuguesa colocou um casal de máscaras se beijando na edição desse mês:



Vogue Portugal - Abril/2020

Em texto publicado no Instagram eles explicam "Uma imagem não vale só mais que mil palavras. Vale também enquanto documento histórico. E a liberdade de 2020 vai ser reconhecível assim: confinada. Seja por quatro paredes, seja por uma máscara, sempre com uma luz que espreita pela janela de um futuro que virá melhor, e mais livre. E vai ser reconhecível hoje ou daqui a dez anos. A Vogue Portugal “Freedom on Hold” chega às bancas a 02 de abril, juntamente com o download gratuito do pdf - porque estamos juntos nisto. Mas para não perder uma edição tão especial e que ficará para a história, pode assegurar a sua cópia já em Vogue.pt/shop."


6 Dicas práticas para economizar

11:08
Nunca se falou tanto em economizar e comprar com consciência, Nath Finanças e Nathalia Arcuri (com duas linhas bem diferentes) estão ai pra mostrar que mesmo antes da pandemia já estávamos buscando uma forma de manter os gastos mais controlados.
Essa semana a Nath Finanças divulgou o lançamento do seu primeiro livro pela editora Intrínseca.
Sem querer discutir formas de abordagem, mas já fazendo isso hahah, Nath Finanças me parece bem propicia em um momento onde reduzir gastos é essencial. É a hora de colocar tudo em dia.

Pensando nisso, fiz uma listinha de coisas que podem ajudar na organização nesse momento:


Ilustração: Laura Callaghan

1. Controle os gastos do cartão de crédito:

Instale o app do seu banco e controle os gastos do cartão de crédito bem de perto.
Enquanto nesse período de distanciamento social reduziremos drasticamente o número de transações de R$ 8 no uber, que somadas durante o mês facilmente viram uma conta de R$ 500, precisamos ter cuidado para não repassar essa verba pros Ifoods da vida. Então o melhor é sempre ter uma projeção de gastos com o cartão de crédito para os próximos meses e um teto limite.


Reprodução Pinterest

2. Tenha uma planilha anual de gastos

Eu sempre tive esse hábito e costumo abrir as planilhas de outros anos pra comparar meus gastos e ver se melhorei a gestão do meu dinheiro durante esse tempo. Pra algumas pessoas a estratégia de anotar tudo que gasta também dá super certo.



3. Reavalie seu consumo

É claro que em um período de isolamento social compraremos menos itens de moda, nossa rotina mudou drasticamente no último mês e com isso nossos hábitos de compra também. Esse período vai passar e precisamos reavaliar nosso consumo de forma geral.


Ilustração: Manon de Jong


4. Reavalie as empresas que você financia

Essa dica é uma dica de economia consciente, há anos participo de painéis que buscam entender o comportamento de consumo das gerações mais novas e sempre ouvimos que eles (os millennials) compram de empresas que acreditam, que nesse caso o posicionamento social da empresa leva a decisão de comprar ou não comprar de determinada empresa.
Mais importante do que comprar de pequenos produtores, é avaliar se o posicionamento de pequenas e grandes empresas estão alinhados com o que você acredita. Se antes esse era um movimento que fazia parte de uma geração, creio que com a mudança de cenário todos deveríamos fazer o mesmo.


Reprodução: Meg & Meg


5. Planeje suas compras

Pra não correr o risco de comprar por impulso, faça uma listinha de coisas que precisa comprar e avalie a prioridade de cada uma. Lembrando que o parcelamento só vale a pena se não tiver juros :)
Essa dica vale também para a lista de supermercado, pra não correr risco de estocar comida ou só comprar besteira, tenha uma listinha de supermercado.

Ilustração: Mônica Ramos


6. Pesquise cupons 

Depois de planejar as compras, pesquise cupons para as lojas que você pretende fazer a compra.
O Cupom Válido é um site que concentra vários cupons (a listagem de lojas é enorme) em um só lugar, alguns lugares dão desconto na primeira compra e outros de acordo com o valor da compra.



Fiz uma listinha de cupons ótimos para esse momento #ficaemcasa


www.cupomvalido.com.br


Evino - https://www.cupomvalido.com.br/desconto/evino/

Magazine Luiza - https://www.cupomvalido.com.br/desconto/magazine-luiza/

Wine - https://www.cupomvalido.com.br/desconto/wine/

Udemy - https://www.cupomvalido.com.br/desconto/udemy/

 
Copyright © Lab Conteúdo . Designed by OddThemes