Guia de Viagem - Buenos Aires | Parte 1

16:41



A primeira vez que fui pra Buenos Aires foi em Abril de 2016, com um cenário político catastrófico e nosso Real estava valendo pouco (se não me engano, 1 real valia 5 ou 6 pesos). Pra piorar a Argentina tava com a inflação lá em cima, então os preços mudavam diariamente (lembro que na Falabella os preços estavam riscados com lápis). Ficamos três dias por lá e voltei com a sensação de que precisava voltar e concluir o passeio.
Em Dezembro do ano passado resolvi que passaria o Ano Novo lá e da maneira mais barata possível, em Porto Alegre tem uma empresa de turismo que sempre faz excursões para Buenos Aires indo de ônibus e ficando em Hostel.  Eu nunca tinha ficado em hostel e a duração da viagem de ônibus é de quase 24hs, me joguei na trip sozinha logo depois do Natal.



Antes da viagem - Como eu já queria ir pra lá desde que voltei de lá rsrs eu já tinha um roteiro de lugares que ficaram de fora da primeira viagem, então passei a seguir dois perfis bem legais sobre Buenos Aires (@airesbuenos e @buenosaires.ar ) e fui criando um roteiro para 7 dias de viagem. Pra facilitar, ainda achei uma ferramenta no Google maps onde tu cria teu mapa e salva no Google Drive. Isso facilitou muito a minha definição de lugares pra ir e também o meu planejamento quando cheguei na cidade.




ANTES DOS PASSEIOS:
Tours Gratuitos: Buenos Aires é muito organizada para o turismo, durante a viagem vi vários pontos da cidade com quiosques para pedir informações e carregar o celular, além do site cheio de tours e dicas de lugares em Bsas.  Os tours gratuitos são bem concorridos e alguns abrem apenas em semanas específicas no mês (última semana do mês ou apenas em uma terça durante o mês todo). É só entrar no site e filtrar a listagem de tours gratuitos www.ba.tours/



Cambio Valuar - Como a minha intenção era pegar a melhor cotação possível, na viagem só troquei 50 reais por 450 pesos (cotação de 1 real por 9 pesos) e no primeiro dia acordamos e fomos direto no cambio. A principio eu ia trocar o dinheiro no cambio Alpe (onde eu já estava acompanhando a cotação durante o mês pelo site). Mas no caminho encontramos um casal que também estava na excursão e que nos deu o cartão do cambio Valuar na Calle Lavalle que estava com a mesma cotação do Alpe (cotação de 1 real por 10 pesos).

Chip Claro - Aproveitamos que já estávamos na Calle Florida e fomos em busca de um chip da Claro em um quiosco (chamam assim umas lojas de conveniência normalmente de esquina que estão espalhadas pela cidade toda e vendem doces, alfajores, cigarro, água e cartões de subte e chip de telefone). Conseguimos o chip da Claro por 45 pesos (4,50 reais) e nossa maior dificuldade foi achar a Claro da Calle Florida pra cadastrar o chip e já carregar ele como pré pago. A loja da Claro da Calle Florida está sem a placa na fachada, fizemos o caminho muitas vezes até conseguir alguém que nos mostrasse onde era (ela fica bem ao lado de uma loja de calçados chama Fiori).

Cartão Subte - O cartão Subte é usado para ônibus e metrô e não existe a possibilidade de pagar as viagens em dinheiro diretamente no ônibus, ou seja o cartão é a única forma de pagar pelo transporte público da cidade.
Não aconselho comprar em quioscos porque além da maioria não ter, eles colocam um valor em cima do que se paga no metrô (oscilam entre 8 e 9 reais). Descendo até metrô e comprando lá ele custa 6,50 reais, uma coisa legal também é que você não precisa carregar muito dinheiro no cartão. Além da passagem ser barata, o cartão tem uma margem de crédito então você consegue dever um determinado valor e não perde de embarcar. Depois quando o cartão é recarregado, eles descontam o valor negativo.

Ônibus e metrô - Se você sabe exatamente onde vai e onde precisa descer, o ônibus é uma boa alternativa. Achei bem legal eles cobrarem por trajeto (mas no meu caso, eu perdi a parada conversando sobre o Brasil com uma senhora argentina rsrs). O metrô é bem seguro e a maior parte dos trajetos que fiz tinha ar condicionado nos vagões (que me lembram muito a linha amarela de São Paulo). As estações são bem antigas e algumas são super bonitas.



Supermercados - Na Av. Corrientes próximo a Av. 9 de Julio tem um Carrefour 24hs (que só não abre no dia 1ª de Janeiro), pela região do centro tem vários mercados Carrefour e alguns Dia %. Achei o Carrefour mais barato pra comprar vinhos e alfajores, mas também notei que os preços oscilam de loja pra loja. O alfajor Milka Mousse (caixa com 6 unidades) saiu por 120 pesos (12 reais).
A cidade também tem mercados grandes de bairro onde a parte de decoração tem preços bem legais e uma infinidade de produtos, em palermo tem um mercado Coto gigante e um Carrefour. Tinha colocado na minha lista de coisas pra fazer, mas acabou não dando tempo de ir até lá.

Clima - Historicamente Dezembro é um mês muito quente em Buenos Aires (passando de 30 graus fácil) e esse era um dos meus maiores receios sobre passar o Ano Novo lá. Dei muita sorte e passei a maior parte do tempo com um clima mais ameno e seco, o único dia escaldante e úmido foi o dia 1ª de Janeiro. De qualquer forma, é importantíssimo passar protetor solar (no rosto usei fator 80 e mesmo assim voltei com mais sardas) e tomar bastante água porque independente da temperatura o sol é bem forte.

Restaurantes - Não aceite cardápio em português nos restaurantes, fizemos isso em um restaurante na mesma rua do El Club da Milanesa na Recoleta e os valores do cardápio em português eram mais altos. Eu só notei porque já tinha olhado o valor de alguns pratos quando o garçom ofereceu o cardápio em português e não contente, ainda olhei novamente o em espanhol pra ter certeza que a cara de pau do pessoal de lá era real (porque na hora achei tãoo surreal que mal pude acreditar).
Outra dificuldade da maioria dos lugares é fazer uma comanda separada pra cada pessoa, estávamos em um grupo de seis pessoas e era um parto pra conseguirem separar as contas depois. Tentamos pedir comandas separadas e a maioria não quis fazer, então nossa maior alegria era encontrar lugares onde se pagava no ato do pedido direto no caixa.



You Might Also Like

0 comentários

Like us on Facebook

Subscribe